quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Meu presente: Perceber o presente!

Não quero viver do passado, nem do futuro, mas como é bom relembrar cheiros, sons, gestos, paisagens, pessoas...

São tantos os caminhos e tantos os universos em cada ser que passou pelo mesmo caminho que eu no exato momento em que eu estava passando!

O que me entristece um pouco é que tive muitos momentos felizes, e tristes, mas não tive a consciência da importância deles no momento em que os estava vivendo.

Isso virou uma regra pra mim: Perceber!

Perceber o momento. Sofrer, chorar, sorrir... Aproveitar o abraço, o beijo, o tapa. Sentir a vida sendo vivida, acontecendo!

Eis que meu sangue ainda corre em minhas veias. É quente! E delicioso!

Inspirado no post "A Vontade de Recordar" da Ana Clara

21 comentários:

Andre Mansim disse...

Eu sei que a gente nunca quer viver do passado, mas há momentos que é bom relembrar né?
Parabens pelo post amigo, e tenho um ótimo dia abençoado por Deus!

Blog da Fofa disse...

Até que enfim vc postou. Lindamente. Já estava sentindo saudades dos seus posts aqui. Não dá p fugir das recordações de um passado, boas ou ruins, pq o passado está presente p sempre na vida das pessoas. Sonhar com o futuro tbm é legal, afinal, os sonhos que impulsionam, que são a gasolina da alma. Mas o melhor realmente, é perceber o presente. Qto tempo dura o presente? Beijos. Lindo texto

Lupo disse...

Que pergunta legal Carol! E eu respondo: O presente, o "agora", dura para sempre!

Maria Helena disse...

Não acredito!!!!!!!!!!!! Que afinidade é essa? Como é que falamos das mesmas coisas dessa forma? Estou com um sorriso na face de uma felicidade que eu não conhecia: sintonia com alguém que nem conheço pessoalmente. No entanto, nossa afinidade é pelo lado que interessa, o da alma!
Você não imagina como me sinto privilegiada de nossas mentes se conectarem dessa forma.
E que lindas recordações em forma de poesia!
Amo tudo o que você escreve!
Agora, vou continuar rindo. Sabe como se chama o sorriso? FELICIDADE!
Beijão!

lolipop disse...

Oi Lupo!
Sabe uma coisa engraçada? Há uns dois anos em Berlim, eu vi um prédio meio em ruínas com um graffiti enorme de um rosto, com uma frase escrita: HOW LONG IS NOW? Essa frase perseguiu-me durante muito tempo, e hoje encontro aqui a mesma pergunta feita por sua amiga...
As memórias, doces ou amargas são importantes para percebermos quem fomos, mas sem nunca perder o presente...que é o que somos.
BEIJOS CARINHOSOS

Ana Clara Q. Silva disse...

Parabéns. Muito bom, escreve de uma forma tão linear, expressa muito sentimento em suas palavras. Como lhe disse no meu blog:

Lupo, você não é o único que passou por momentos e não soube dar valor. Isso é comum e triste. Temos que estar de olhos atentos para ver, perceber como você disse as coisas ao nosso redor. Aproveitar cada segundinho, cada abraço, sorriso, chorar com os que choram, se alegrar com alegrias de outras pessoas, viver aproveitando e amando as pessoas no momento em que estamos.

Sérgio Filho disse...

É, viver o presente é o que há, mesmo que ele passa por nós como água escorrendo entre os dedos, sem poder apalpar ou segurar, mas podemos guardar a sensação, não é mesmo? Que são ótimas lembranças ou não, como já foi citado.
O sensorial é tudo, é isso que torna comer uma das coisas mais gostosas desse mundo, o aguçamento dos sentidos, ofalto para sentir o cheiro, paladar para sentir o sabor, visão para comer com os olhos, audição para ouvir o barulhinho dos talheres no prato, e o tato para tocar no alimento. E fazer o mesmo com a vida, concerteza tornaria ela mais divina, viver com todos os sentidos, como você disse, percebendo.

Grande Lupo, bom te ler.
Aquele abraço!

Liani Foletto disse...

Oi (flor...rsrsrsr)

Viver o presente!!! Que máxima!!!

Nós passamos a maior parte de nossas vidas pensando no passado e fazendo planos para o futuro. Ignoramos ou negamos o presente e adiamos nossas conquistas para algum dia distante, quando conseguiremos tudo o que desejamos e seremos finalmente felizes...Mas é esse 'momento' do Agora é o melhor caminho para sentir tudo pulsar...vivenciar plenamente tudo dentro de nós.Então Onde ESTIVER... ESTEJA.

Adorei esse texto...Abração

Talles Azigon disse...

ah
querido Lupo eu que sou um grande saudosista tento viver e aprender a viver somente o presente
pois como diri Drummond:
O mundo presente
os homens presentes
a vida presente

você como sempre na sua genialidade em transformar pensamentos e palavra, coisa que poucos conseguem

Marcos Aquino disse...

Oi Lupo.
Perceber o presente é muito dificil. Já que ele passa em questão de segundos. O que se pode fazer é como tu fez. Perceber a importancia de viver os momentos como devem ser vivos.

Neide Gautama disse...

E são essas coisas da vida que nos fazem viver melhor...afinal não existiria presente sem passado e relembrar as vezes é taaaao boooom...

Lembranças... momentos... acho que é tudo que o tempo não consegui levar da gente...

Lupo ficou tão lindo teu texto ;*

Amoré sei q vc não liga muito pra isso ( eu acho) mas te indiquei no meu blog...


Beijooos;*

Faa Cintra disse...

Viva o presente, e sempre olhe para frente. Mas nada te impede de olhar pra trás de vez em quando e perceber o quanto pode ter sido bom...

lucidreira disse...

Se nós tivermos sentindo, dor, angustia, prazer, ciúme, felicidade, ódio, rancor, fraqueza, poder, amor e etc. etc. e o sangue ainda corre em minhas veias. É quente! E delicioso! aí podemos dizer estamos vivos, vivos...
Bravo.
Abraço

Reflexo d Alma disse...

Esse assunto deve estar no ar...
a tal da molinha ou gancho
que os terapeutas tanto
falam....
Passei no blog espelhando e parei um tempão no post do
Lu Cidreira, mexeu comigo aponto de comentar extensamente,
pois falava exatamente nessa direção aqui
de seu
post.Algo aconteceu na net na hora que perdi o comentário e não tinha tempo para refazer.
Deixei para depois,
mas ficou remoendo dentro.
Depois,
passei parte de uma noite
divergindo,
digerindo
e
convergindo
nessa direção.
O par teve que ouvir...até...
Lindo é que falei da mesma forma que expõe.
Usei essas palavras:
somente olhando pra trás hoje,
vejo que quanto vivi em fases
diferentes,
mas cada uma muito intensamente.
Na ocasião me deixei viver.
Mas porque agora é diferente?
Bingo!
É a palavra chave que usou:perceber.
Tanto vivi sem
permitir-me
PERCEBER.
Adorei o post.

Bjins entre sonhos e delírios

Jô Moraes disse...

Nada me faz perceber a importancia de um instante como quando estou com crianças muito pequenas numa sala de aula. É o maior barulho, uma algazarra e ninguém ouve ninguém. Muitas músicas e aquele corre-corre. Mas aí, num pequeno instante eles me olham e esperam eu falar o que planejei falar em 50 minutos e tenho que falar em 5 para aproveitar o momento ao máximo. Preciso ter calma e captar o momento para que todo mundo me entenda. Ainda hoje com minhas peraltices, não me apeteço a perceber momentos. Vivo tentando (ainda) falar 50 minutos pra mim mesma...

Fernando disse...

O passado nos serve muito como referência; apenas para decidir o que deixar pra lá e o que levar para o futuro. Faz parte da maturidade até! O presente é o que vivemos. E o futuro, ah... Esse é sempre uma incógnita, mas podemos ter uma idéia de como vai ser! Basta observarmos o que plantamos. Aquele velho ditado "nós colhemos o que plantamos" é verdade puríssima! Gostei pakas do texto!! Parabéns!!

Lívia Inácio disse...

Adorei essa forma com a qual vc se expressa.

Paty Lopes disse...

ahh naw pudi deixar de ser tocada por isso.
Muitas vezes pessoas vêm me dizer que choro por bobagem. E pensava eu que o era...
Tão tola, o que me emocionava(e emociona-me)
eh esse milagre: a vida enchergada no PRESENTE.

Paty Lopes disse...

ja seguindo!!

BIA disse...

Oi Lupo!!!
Tudo à ver mesmo o teu texto!!! Gostei bastante!!! Penso que a vida é um presente e temos que valorizá-la e aproveitar cada segundo!!!
Bjus
Bia

Fernandes Elias Jr - O Pessoa. disse...

Me pego nesta frase sua.
Perceber o momento. Sofrer, chorar, sorrir... Aproveitar o abraço, o beijo, o tapa. Sentir a vida sendo vivida, acontecendo!

Somente assim, posso eu viver.
Seu link está no meu blog.

Postar um comentário

Obrigado por comentar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...