quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O que Eu Entendo de Chico Xavier

Chico foi embora num dia de festa, exatamente como queria. Ele era inteligente, brincalhão e um ótimo amigo (pelo menos assim eu o imagino). Tinha consciência dos seus deveres aqui na Terra, e fez isso muito bem. Cuidou para que seu ego não o dominasse, mas falava as verdades com convicção. Seu segredo era simples, mas não fácil. Chico não era santo, mas havia santidade nele, assim como existe em cada um de nós. É por isso que faço esse post: para dizer e compartilhar o que eu penso dos ensinamentos de Chico. Quero seguir seu exemplo e, com convicção, escrever bons caminhos.

Vou falar das coisas que eu acredito da essência de Chico Xavier. Ainda não sei o que vai sair, mas gostaria que as pessoas de todas as religiões o lessem com o coração aberto, pois o caminho para a luz é a caridade (= amor), e ela está presente em todas as doutrinas, e é (e foi) ensinada por todos os grandes mestres. Jesus, só como exemplo, só nos pediu para que amássemos uns aos outros. Não é muito né?

Quando eu estiver lá na outra esfera, quero ter consciência do que passei aqui. Não quero, por outro lado, que essa consciência me deixe triste por não ter feito as coisas que podia ter feito e não fiz. O tempo para nós é tão pequeno perto das possibilidades que a vida nos apresenta a cada dia! Então, hoje que estou melhor de uma dor horrível causada por possivelmente um cálculo renal, penso na dor que passei com alegria. Não sinto mais dor, e não sentir dor agora é mais importante para mim do que já foi. Eis que o sofrimento me ensinou algo bom.

Mas ainda não estou lá na outra esfera, e ainda sou uma criança espiritual sedenta de informação. Eu peço luz (conhecimento),  e a recebo, e mais e mais a cada dia, e mesmo assim estou tão longe! Minha maior resposta não me será dada agora, àquela que Chico bem sabia e não nos ensinou. Sabe porque ele não fez isso? Para aprendermos o 5, é preciso aprendermos antes o 4, e antes o 3... Como correr antes de andar, não é mesmo? Mais do que isso, como andar com segurança tendo apenas a "facilidade" em nosso foco de visão? Fazer àquilo que 'sei e faço' todo dia é muito simples e não me acrescenta nada. Difícil mesmo é fazer as coisas que nunca fiz, e são exatamente essas coisas que me darão as virtudes que ainda não tenho. É preciso que haja espinhos, pedras, é preciso que doa na carne e na alma, que seja difícil (quase impossível!), é preciso pelo menos uma vez na vida passar um aniversário (ou natal) sozinho.

Vamos mudar um pouco, mas não muito...

Quando perdemos algo é para que tenhamos espaço para encontrarmos outra coisa, para que haja movimento no mundo e em nossa alma. A rotatividade de sensações, pessoas, lugares, coisas, às vezes é entendida como perda e não como ganho. Temos essa tendência, até um pouco egocêntrica, de olhar para o chão e não para as estrelas... Mas sabe? Eis um segredo: A felicidade é maravilhosa, mas é preciso que você a queira, que faça juz a ela. A felicidade real e verdadeira está na leveza da alma, da consciência. Nenhum sofrimento é maior que não possa ser anestesiado por um coração regado de amor e caridade. Não existe bebida, droga, endorfina, placebo ou alucinógeno mais eficaz, e o amor tem a vantagem de ser bom para a pele, para o corpo e para a alma.

Sabendo que a felicidade e a tristeza (cito a dor) são bênçãos, posso chamá-las a partir de agora simplesmente de existência. A existência é o momento, o agora, mas que contém ao mesmo tempo tudo o que já passou. Sua existência é a base para as suas escolhas de agora, que moldarão o seu futuro. Tais escolhas são muito importantes, pois é através delas que você fará brilhar mais (ou menos) a luz que existe dentro de você, e essa luz é o que verdadeiramente importa.

Mas a existência não é solitária, e que bom que não seja! Estamos em contato diário com outras pessoas. Cada uma tem um nível de evolução espiritual diferente. Algumas são mais crianças do que a gente, outras estão mais a frente, mas não existe diferença alguma no potencial de todas. Nossas escolhas têm mais importância quando impactam de alguma forma o outro, ou ainda quando somos impactados pelo outro. Então, fique triste se alguém te magoar (e nunca se esqueça que essa pessoa pode não ter culpa... Ela pode ser apenas uma alma criança levada, ou ainda uma alma mais velha que está servindo de ferramenta para o seu crescimento), mas é muito pior magoar. Se tiver que escolher, não seja o agente negativo. Se alguém falar de você (seja uma crítica ou um elogio) e se for verdade, agradeça com humildade ou ainda fique quieto. Se for mentira, não diga nada. A mentira é uma erva daninha que gera rancor e apodrece bons frutos.

Mas você ama, é caridoso... E qual a recompensa? Você consegue enxergá-la ou senti-la? Eis que aí está um grande ensinamento de Jesus, e também de Chico. Não cobre nenhum tributo de gratidão pelos seus atos. Permita que sua mão esquerda não saiba àquilo que sua mão direita fez de bom. Divulgue seus erros, se quiser, se sentir que isso fará bem para o outro, mas evite se posicionar num local mais elevado. A virtude pessoal da caridade é o brilhar da alma, e esse brilhar te dará a capacidade de deixar alegria por onde passar, mesmo que sua existência ainda tenha muitos pingos de sofrimento e tristeza. Não colabore nem dê motivos para mais sofrimento dos outros: Pelo contrário: Compadeça-se da dor, e tente fazê-los sorrir na hora certa.

Na hora certa, pois todos temos o direito e quase a obrigação ao luto, a tristeza e mesmo a alguns momentos de falta de esperança. Nosso lado humano precisa disso... Mas não espere muito tempo para olhar para o céu. Não espere ser melhor do que é para tentar fazer o bem... Se esperar por isso, nunca fará nada. Não importa se está se sentindo pequeno diante da dor e da pequenez de sua alma... Cresça! É simples, fácil, indolor! Viva! Exista! Aproveite seu tempo! Compartilhe! Doe! Em resumo: Ame!

Meu amor, você pode tudo em sua fé. Siga-a, qualquer que seja, mas com amor verdadeiro e alma leve. Fazendo isso, quando você "morrer" e for para o céu das suas convicções, não estranhará a felicidade, pois já a terá conhecido aqui na Terra enquanto exercitava a sua existência.

Como Chico diria, não podemos recomeçar e fazer um novo início, mas podemos sempre fazer um novo final...

Que Deus nos abençoe sempre!

#byLupo

12 comentários:

lucidreira disse...

Ele era admirado e cortejado por milhões de pessoas, não sabia nada dele, agora comecei a descobrir, e isso aqui, irei buscar sua biografia e seus trajetória de vida para me inteirar mais sobre ele (Chico Xavier).
Bela matéria , esclarecedora e fiel a proposta feita ou o afim.
Abraço

Sérgio Filho disse...

Acho bacana a história dele, estudei muito quando eu frequentava o centro espírita. Um ser bem iluminado, adoraria conhecer pessoalmente.

Valeu Lupo!

Aquele abraço!

Faa Cintra disse...

Adoro ler as coisas do Chico, e levo comigo grandes ensinamentos.
beijos

Maria Helena disse...

Meu Deus, que inspiração! Que viagem maravilhosa! E pensar que quase não embarco hoje na sua postagem? Foi através do seu perfil no orkut que vi. Não é uma sincronia?
Você não imagina a leveza que estou após a leitura da sua divina postagem.
Encontrei-me nas suas palavras numa comunhão inimaginável. Acredito que em todas as circunstâncias da vida há ensinamentos. Nem sempre temos o preparo suficiente para enxergá-los. Devemos olhar com outros olhos para dor e extrairmos dela as liçõs implícitas.
Chico é um fenômeno! Eu tenho a maior admiração pela sua história de vida e pelo que plantou aqui na terra. É um exemplo a ser seguido!
Querido, obrigada por essa luz!
Bjs

Blog da Fofa disse...

Oi bb,lindo demais! Chico Xavier é tudo. E o seu ponto de vista sobre ele e seus ensinamentos também. Muita sabedoria, muita caridade e amor. São qualidades que são comuns aos dois. A vontade de fazer o bem. Tenho pra mim que se todos seguíssemos suas lições, o mundo seria melhor, sem inveja, rancor falsidade e pobreza de espírito... Concordo que todas as emoções trazem novos ensinamentos. Amei seu texto, muito mesmo. Um beijão

Neide Gautama disse...

Fico meio sem graça de comentaH aqui... é uma responsabilidade grande... hehehe

Ah, escreva um livro... Adoraria lê-lo em dias nublado ou de sol cansado, sentada no sofá.

bju grande

lolipop disse...

Lupo,
Não conheço muito de Chico Xavier...ele não é muito falado aqui em Portugal...mas amei aquilo que li aqui...
Carinhos

Sônia Cristina disse...

Oi Lupo,
hoje eu não consigo comentar, só refletir na sua maravilhosa visão sobre o mestre..
Paz e Luz!
bj

Lívia Inácio disse...

Apesar de não ser espírita, tenho certeza de que Chico Xavier foi realmente uma pessoa especial.

Gostei do seu post,Lupo.

Beijinho***

Liani Foletto disse...

Simplesmente bárbaro Lupo...

Fiquei em êxtase com tuas lindas palavras,são verdadeiras lições e inspirações de vida...

Meu querido amigo...para mim esse texto fecha(ou também pode abrir...depende da maneira que se faça a leitura)com chave de ouro,esse ano que ora termina...Que seja abertura aos corações para que comunguem com tão sábias palavras...

Parabéns...gostei D+

Sônia Cristina disse...

Precisava vir aqui para ler mais uma vez, da segunda vez que lemos o poder de absorção é sempre maior...
tb te amo, obrigada por td.
bj

EdeA by Ester disse...

Lupo,
Chico Xavier foi a minha luz e esperança depois de uma tragedia na familia muitos anos atras, e continua sendo.
Sigo o exemplo dele também pra conseguir ser um ser-humano melhor.
beijos
P.S..li que vc adora o italiano e eu moro na Italia rsrs

Postar um comentário

Obrigado por comentar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...